Uma visão Criacionista

Seja bem vindo

Encontrado pelo de mamífero de "100 milhões de anos"

Paleontólogos descobriram dois pelos de mamíferos envolvidos em âmbar de 100 milhões de anos [segundo a cronologia evolucionista], informa a "BBC News". Embora pelos fossilizados mais antigos sejam conhecidos, os fios agora descobertos em âmbar preservam sua estrutura 3D. São os fósseis 3D mais antigos já encontrados, pertencentes ao Período Cretáceo (de 145 a 65 milhões de anos atrás). Os pelos são bastante similares aos de mamíferos modernos. Isso significa que a forma e estrutura do pelo de mamíferos permaneceu sem mudanças durante um longo período de tempo. O pedaço de âmbar (resina de árvore fossilizada) foi encontrado em uma pedreira em Archingeay-Les Nouillers, em Charente-Maritime, sudoeste da França. 

A identidade do animal é desconhecida. Mas quatro dentes de um marsupial primitivo, chamado Arcantiodelphys, foram encontrados na pedreira, sobre a camada onde o âmbar foi encontrado, o que sugere que o pelo teria vindo desse animal. 

Os cientistas propuseram três possibilidades para explicar como o pelo foi parar dentro do âmbar. 

A primeira é que o âmbar vazou sobre uma parte do cadáver do animal. A ideia é apoiada pela presença de uma mosca encontrada próxima ao pelo (moscas põem ovos sobre a carcaça de animais mortos). 

A segunda possibilidade é que o pelo foi perdido por um animal vivo que passou próximo à resina. 

Por fim, o pelo foi perdido por um mamífero que estava se alimentando de insetos presos na resina, que subsequentemente tornou-se fóssil. 

O estudo foi publicado na revista Naturwissenschaften. 

(Folha.com)

Nota: Os pelos dos mamíferos modernos são os mesmos de 100 milhões de anos atrás... Não evoluíram... Pior ainda é explicar como penas, que são muito mais complexas que os pelos, são assim em todo o registro fóssil, há também supostos mulhões de anos. Na verdade, complexidade está presente desde a base da coluna geológica, o que seria de esperar de acordo com o modelo criacionista.[MB]


Por: Michelson Borges (www.criacionismo.com.br)

2 comentários:

Anônimo disse...

Não sei como as pessoas ainda conseguem negar a evolução. Acham diversos fósseis constantemente.
Aliás, como negar a veracidade destes pelos? E quem disse que não houve evolução em relação a eles?
Talvez a estrutura de um único pelo não tenha sido modificada, o que não quer dizer nada demais. Mas não dá pra esquecer que existem animais com mais ou menos pelos, uns mais curtos e outros mais longos. Esses diferentes tipos têm a ver com a necessidade do animal, com o processo de seleção natural e adaptação ao meio.

George disse...

Olá querido leitor(a) do Blog, desde já agradeço a sua visita e a sua participação.

No seu comentário você afirma: “não sei como as pessoas ainda conseguem negar a evolução.”, é importante salientar que os Criacionistas não negam a micro-evolução, ela é um fato. Entretanto a macro-evolução, essa sim é questionada. Uma coisa é aves da mesma espécie terem bicos diferentes dependendo do seu habitat, outra coisa é um peixe se transformar em um anfíbio ou um anfíbio se transformar em um macaco e assim vai.

Em relação aos fosseis de transição é interessante você ler a postagem: Onde Darwin não convenceu [PARTE 2], você verá que apesar de a teoria de Darwin em relação aos fosseis de transição já existir a mais de 150 anos ainda, de fato, não se achou tais fosseis e muitos que seriam o tal “elo perdido” não passaram de farsas, algumas até grotescas. Veja ainda que alguns possíveis fosseis de transição são tão semelhantes aos humanos que, porque não dizer: São humanos? [leia um artigo de Michelson Borges a respeito: http://criacionista.blogspot.com/2010/05/humanos-tiveram-filhos-com-neandertais.html]

Outra coisa interessantíssima em relação aos pelos é a seguinte questão: se os pelos variam de acordo a necessidade do animal, porque os homens do norte da Europa, por exemplo, não tem pelos suficientes? Porque eles tem a necessidade de se vestir para se proteger do frio? Não deveria o corpo deles serem revestidos de pelos suficientes para a proteção contra o frio? Quando ouve essa “grande queda dos pelos” apenas na espécie humana?
Não é estranho que um pelo de “100 milhões de anos atrás” [como datam os evolucionistas] ser EXATAMENTE IGUAL a um pelo de hoje? Se os pelos que são estruturas muito mais simples comparado ao restante do nosso corpo não sofreu nenhuma evolução, como acreditar que outras partes do corpo muito mais complexas evoluíram? Isso é no mínimo: estranho.

O Mais incrível de tudo isso é perceber que este achado cientifico se encaixa perfeitamente com o modelo Criacionista para a existência da vida.

Postar um comentário

Comentarios

Related Posts with Thumbnails